Notícias
Confira as últimas notícias sobre nossa empresa e sobre o mundo da construção civil !

A construção civil foi um dos segmentos que mais sentiu a crise econômica. A série de construções foi reduzida, houve demissões de funcionários entre outras situações que causaram preocupação aos empresários do setor. Mas, depois de um período nebuloso, começam a surgir alguns sinais de recuperação. Na Região Carbonífera essa reação ainda é tímida, no entanto, já está trazendo expectativas positivas para os próximos meses.

“Depois de tanta queda, a única coisa que queríamos é que não continuasse caindo”, afirma o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Ceramistas e da Construção Civil de Criciúma e Região, Itaci de Sá.

“Depois de tanta queda, a única coisa que queríamos é que não continuasse caindo”, afirma o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Ceramistas e da Construção Civil de Criciúma e Região, Itaci de Sá. “Até três anos atrás, a construção civil estava em seu auge. Ou seja, vamos considerar que estava em 100%. Depois disso, até o fim do ano passado, foi para 50%. E nesses últimos meses, podemos dizer que está em 52% ou 53%”, considera.

“Não tivemos uma queda considerável devido ao nosso trabalho com os programas que são desenvolvidos pela Caixa, mas claro que, com um momento como foi vivenciado nesses últimos anos, se viu um cenário bastante conturbado”, observa o gerente comercial de uma construtora sediada em Içara, Tales Garcia. “É bem provável que daqui para frente se abram novas vagas. Isso seja de forma direta ou indiretamente”, salienta Garcia.

 

Fonte: Canaliçara

Autor concretizar

Deixe uma resposta

Atendimento via WhatsApp